Touradas à Corda

A origem das touradas à corda remonta ao séc. XVI e está relacionada com os locais de proveniência dos primeiros povoadores, oriundos de províncias com tradição tauromáquica, a abundância de gado com caraterísticas bravias e mais tarde com a presença castelhana. As touradas à corda servem-se de uma técnica perfeitamente adaptada às condicionantes locais, à perícia dos "capinhas" (populares que enfrentam e “lidam” o touro) e ao gosto da população, em que o animal tem os seus movimentos limitados por uma corda de 80 metros, segura por um grupo de homens - os pastores. O touro, criado nas pastagens no centro da ilha, é embolado e largado nas ruas das freguesias que, nesse dia, apresentam as suas janelas e varandas apinhadas de gente. O espetáculo prossegue, após a largada dos foguetes, e de imediato começam as lides improvisadas pelos “capinhas”. O touro persegue os seus opositores e os homens da corda moderam o seu ímpeto, ou dão-lhe um pouco mais de liberdade para animar o espetáculo. As touradas à corda ocorrem em toda a ilha, de maio a outubro. Recomenda-se cuidado ao assistir a estes eventos. Evite circular a pé na estrada durante a tourada, procure abrigo em locais altos e seguros (por exemplo varandas, ou muros).

 

            Olho-Nu-20ago14      15735639 fPiIO

 

       Touradas já marcadas para 2017

{supertable table}

Local Número de Touradas Tradicionais Mês
 SantaLuzia  2  Setembro
 Rossio  1  Junho
 Estrada 25 de Abril  2

Agosto e Setembro

Juncal 2

Agosto (Festas da Praia)

Areal da Praia 1

Agosto (Festas da Praia)

Rua P. Francisco Rocha Sousa 1

Agosto (Festas da Praia)

Casa da Ribeira 2

Julho

Figueiras do Paim 2 Setembro ou Outubro
Amoreiras 1

Setembro

{/supertable}